Imagem do post 1

9 sinais de que você não está vivendo a vida que queria


Sabe o que mais tem no mundo? Gente infeliz com o que está fazendo da vida. Pessoas apenas sobrevivendo ao invés de viver de verdade. Homens e Mulheres que nunca vão conseguir ter tempo de verdade, porque não tem um verdadeiro motivo para se ter mais tempo.

Encontrei muita gente nesse estágio da vida recentemente e fiquei me perguntando se não viver a vida que queria não está se tornando comum demais. Vemos as pessoas extremamente estressadas, sendo que a Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou que 121 milhões de pessoas estão deprimidas mundo afora. Para se ter uma ideia, é um número quase quatro vezes maior do que o de portadores de HIV (33 milhões). E tem mais, o Brasil lidera, entre os países em desenvolvimento, o ranking mundial de prevalência da depressão: 18% da população que participou da pesquisa estava deprimida há pelo menos um ano.

Será que isso está acontecendo porque as pessoas se acostumaram a sobreviver? Afinal, parece tão comum não encontrar aquilo que sonhou, né? E não é só a depressão que demonstra esses sinais de que as pessoas não estão vivendo a vida que queriam, não. Um estudo sobre a sexualidade, feito pelo instituto Tendências Digitales em 11 países, mostrou que o Brasil tem os maiores índices de infidelidade e disfunções sexuais da América Latina.

Não pode ser uma questão aceitável passar pela vida realizando dias que não queremos. Porém, não aceitar também quer dizer fazer algo para mudar, né? Mas… será que você está entre esses índices? Será que a vida que você leva hoje representa o que você sempre quis ou, pelo menos, está te direcionando para o caminho da vida que você sonhou viver? Selecionei alguns alguns sinais que podem indicar que você não está vivendo a vida que queria. Leia e se você se identificar de alguma forma, faça algo para acabar com isso JÁ!

você não está vivendo a vida que queria

1 – Segunda-feira é um martírio

Quem acorda na segunda-feira imaginando que está indo para um velório, sem qualquer disposição de fazer acontecer, tem um dos sintomas clássicos da sobrevivência.

2 – Reclama sem saber o porquê

Tudo está chato? Tudo é um saco? Sem vontade de fazer muita coisa? Você ‘bufa’ o tempo todo por causa daquelas coisas que aparecem no meio do seu dia? Se você está reclamando de tudo, a toda hora, para todo mundo, você está no caminho de se tornar um “walking dead” (zumbi da vida).

3 – O dia não acaba com aquela vontade de quero mais

Sabe quando seu dia termina, você está tão cansado, esgotado e ainda tem um monte de trabalho para ser feito? Será que você sente aquele tesão de fazer um pouco mais, de tanto que gosta do que está fazendo ou não vê a hora de sair pela porta? (eu não estou dizendo que é para fazer cansado, trabalhar mais… Estou só perguntando se dá a vontade.)

4 – Faz mais coisas pessoais no trabalho que profissionais

Você chega no trabalho e começa a tocar o dia. Daqui a pouco começa uma preguiça e aí você começa a procurar coisas sobre seu TCC, faz coisas do seu trabalho extra, procura o destino para sua próxima viagem, etc. Fazer coisas pessoais durante o trabalho não tem problema, se forem no tempo certo e no tamanho do bom senso. Agora quando toda hora você foge para o pessoal, é porque tem algo muito errado.

5 – Vive procurando outras oportunidades de emprego

Você vive nos sites de emprego mandando seu currículo e buscando outras oportunidades? Esse é um outro sintoma de que algo está errado com a oportunidade atual. Querer melhorar é natural do ser humano, mas será que você tem um foco específico para isso ou está aleatoriamente buscando algo diferente?

6 – Sem tempo pessoal de qualidade

Há quanto tempo você não faz algo realmente de qualidade para você? Seu tempo pessoal é prioridade ou é raridade? Pessoas que sobrevivem não conseguem encaixar muito prazer na agenda, são apenas levadas pelo grupo em eventos sociais, mas algo que goste de verdade fica em segundo plano.

7 – Sensação de que está faltando algo

Pessoas que estão sobrevivendo vivem com a sensação de que precisam de algo diferente, mudar a vida, dar uma guinada, fazer sucesso de verdade. É um pensamento que vai e volta constantemente, mas sem muitas respostas práticas.

8 – Ausência de desafios

Quem não tem um grande desafio para sua vida, um motivo para suspirar só pensando na realização de verdade, acaba entrando nesse ciclo de sobrevivência. Esse objetivo pode ser algo profissional como um novo projeto, uma meta desafiadora ou algo pessoal, como um curso, uma certificação, um empreendimento, etc.

9 – Foco no presente, futuro incerto.

Esse é um conceito para um artigo sozinho, mas o resumo é que muitas pessoas só conseguem enxergar o hoje e nem querem imaginar o que será amanhã. Vivem o presente até esgotá-lo sem criar um futuro que permita uma vida plena. A vida está tão ‘no automático’ que a construção do amanhã não é muito levada em consideração e fica para um amanhã que nunca chega.

Quantos dos sintomas acima estão na sua vida?

  • Se for apenas 1, aproveite e faça algo para mudar enquanto ainda não virou um zumbi da vida;
  • Se forem mais de 3 ligue o farol amarelo;
  • Se forem mais de 5 você está no farol vermelho e precisa fazer algo urgente por você!

Quer saber se você tem usado seu tempo para sobreviver? Faça o teste gratuito clicando aqui.

Posts similares

Comentários