Imagem do post 2

A importância do Autoconhecimento para a Organização Pessoal


Ser uma pessoa organizada é estar em equilíbrio. E equilíbrio, segundo o dicionário, é: [Física] Estado do sistema cujas forças que sobre ele agem se contrabalançam e se anulam de maneira mútua. Posição do corpo que se encontra estável (desprovido de oscilação ou desvio).Força que age de maneira igual entre duas ou mais coisas (ou pessoas).Cujas quantidades se apresentam de modo igual: existe equilíbrio entre os lucros e os gastos.[Figurado] Propriedade ou estado aquilo que permanece estável (constante); estabilidade: equilíbrio de oportunidades de trabalho.[Figurado] Em que há harmonia; que se distribui de maneira proporcional: equilíbrio de uma estátua.[Figurado] Que apresenta comedimento emocional; cujo estado mental é estável; autocontrole.(Etm. do latim: aequilibrium.ii).  Grifos meus, ok?

 

Como podemos ver, um Ser em equilíbrio permanece estável com comedimento emocional e autocontrole. Fantástico! Agora me diga: Quem consegue estar 100% equilibrado o tempo todo? Digo equilibrado mesmo e não “se segurando” para não explodir debaixo de uma capa. Difícil, né?

 

Eu mesma nem sempre estou 100% equilibrada o tempo todo por um simples fato: sou humana, tenho virtudes e defeitos como todo mundo, porém tenho hoje um grau de consciência maior sobre mim. Ele veio com as dificuldades da vida, com o coaching, com a maternidade, o casamento… Sim, sim. Em todas as situações podemos obter aprendizados sobre nós mesmos.

 

Isso tudo para dizer que:

 

                                     AutoConhecimento  =>  Equilíbrio => Organização Pessoal

 

Explico: Quando nos autoconhecemos, temos maior chance de encontrar equilíbrio diante das adversidades e, consequentemente, nos organizarmos. Quer ver?

 

Qual a chance de você chegar com antecedência numa reunião na segunda às 9h e participar dela de forma produtiva/presente, depois de ter tido um problema pessoal pesado no sábado que não sai da sua cabeça?

 

Você até pode “colocar o problema debaixo do tapete”, mas ele vai continuar ali, mesmo que evite pensar nele. Entende? Agora se você já “esfriou” a cabeça, conseguiu minimamente se situar dentro da circunstância ainda que não tenha a solução a chance de ser produtivo aumenta

 

Organização e Equilíbrio caminham juntas desde que seja o Autoconhecimento a uni-las. Como sei disso?

 

Pelas minhas vivências pessoais e profissionais. Não apenas com clientes e relações próximas, mas ainda nas minhas “andanças” em cursos, treinamentos, livros, enfim… Fora, claro, a observação. Como uma boa jornalista, e agora boa coach, observar a realidade à minha volta é comigo mesmo. Vejo pessoas “equilibradas” não serem organizadas com o seu tempo, por exemplo. Aquelas mais organizadas em geral são as que olham pra si mesmo, suas relações e priorizam o seu bem estar.

 

Me dei conta dessas relações quando percebi o quanto a (des)organização afeta a nossa vida e fui em busca de uma teoria para embasar isso. Foi quando conheci a Laura Cavalcanti, indicada pela Tabatha Moraes. Laura é psicóloga e coach e trabalha com emagrecimento no Emagrecer Integral. Ela me apresentou o Diagrama Integral -uma parte da Teoria Integral- do Ken Wilber, uma meta teoria que abarca conhecimentos orientais e ocidentais para uma leitura integral do homem, em que se estabelece a relação do sujeito consigo e com o mundo externo.

 

Adaptei essa ideia à Organização Pessoal e vejo a aplicação dessa relação na prática. Uma coachee não tinha tempo para nada, até vermos que a dificuldade dela em dizer “não” atrapalhava e muito a vida dela. Sessões depois:  bingo! Tinha a crença de que se negasse as solicitações alheias não seria bem quista pelos mais próximos. Me lembro de ter me atrasado para um compromisso mas não sair enquanto não resolvemos isso. (risos)

 

Ficou mais claro agora como o autoconhecimento influencia no equilíbrio e na Organização Pessoal?

 

Por isso não vejo muito sentido em atuar de forma isolada na Organização Doméstica, pois ela é apenas uma parte. Adianta ter as gavetas organizadas e as relações não? A depender , a organização das gavetas pode ajudar nas relações e vice-versa. O que quero dizer é que antes de organizar a nossa casa é preciso se organizar por dentro.

 

A triagem (separação entre objetos, roupas que ainda serão usados, poderão ser doados, serão descartados) talvez seja a parte mais importante de uma Organização Doméstica, pois é quando nos deparamos com os nossos sentimentos, lembranças e planos que estão presente em cada uma daquelas coisas e desapegar-se delas pode representar um expurgo emocional muito eficiente.

 

Triar os sentimentos é um comportamento a ser transformado em hábito e é nisso que acredito e aplico comigo e nos clientes seja na Consultoria, abordagem mais pontual, ou no Coaching onde posso me aprofundar mais. Organização Pessoal é um processo de dentro para fora. Somente organizamos nosso ambiente externo quando o interno está em equilíbrio. No que puder ajudar, conte comigo.

 

Até a próxima,

Joana D'arc Souza - Consultora e Coach de Organização Pessoal

Posts similares

Comentários