Imagem do post

Bbom, TelexFree, Polishop: vale a pena investir seu tempo no marketing multi nível?


Dando continuidade aquele post que falei sobre como trabalhar poucas horas na semana, quero falar sobre essa onde de empresas que usam o modelo de Marketing Multi Nível (MMN) e também o mercado de afiliados (que publicarei em post separado na próxima semana).

1 – Marketing Multi Nível

Em primeiro lugar, eu não estou aqui para recomendar ou criticar algo. Cada um tem que avaliar o que acha, se é condizente com sua vida, possibilidades e princípios antes de tomar a decisão.

Hoje no mercado, proliferou uma série de empresas que estão usando esse mmnmodelo de venda para seus negócios, que não é algo novo, na verdade existe desde 1941. Marketing multi nível (MMN) é uma forma de venda de produtos ou serviços, através de uma rede de pessoas. Você se filia a algum vendedor, você pode recrutar outros vendedores, ganhar uma comissão sobre as vendas deles e assim por diante. Isso é lícito quando se tem algo realmente a vender e todos ganham.

Agora existe o conceito do esquema de pirâmides, que basicamente ganha dinheiro pela movimentação e recrutamento de novos filiados para a rede, sendo que na maior parte das vezes não vende nenhum produto/serviço de fato, pois o ganho está apenas no próprio esquema da montagem da rede. Chega uma hora que esse modelo quebra e as pessoas perdem dinheiro, isso é ilegal e pode dar cadeia. O Fantástico recentemente fez uma matéria sobre as suspeitas da Telexfree, como uma empresa que usa esse esquema. Um amigo que faz parte da Telexfree disse que está muito feliz com o resultado e que é apenas intriga da oposição.

Se você se afiliar a uma empresa séria, com bons produtos ou serviços, de credibilidade no mercado, baixo índice de reclamações e alto nível de solução (porque toda empresa não importa qual seja o setor vai ter reclamação) pode ser uma alternativa para fazer um dinheiro extra.

Como eu não participo de nenhuma operação de MMN, não sabia dizer se é um negócio realmente bom ou ruim. Então pedi no meu Facebook alguns depoimentos e tive os dois lados da moeda. Junto com esses depoimentos preparei algumas dicas sobre esse mercado:

  • Antes de entrar de cabeça em alguma operação de MMN, veja se você tem condições de tempo e dinheiro para entrar nesse negócio, pois são duas grandezas que serão exigidas de você. Se estiver no limite em alguma delas, talvez seja o momento de repensar.
  • Pesquise empresas, órgãos e associações como Reclame Aqui, ABVED, Procon, etc. antes de colocar seu nome vinculado a alguma empresa
  • Consulte amigos e colegas que tiveram boas e más experiências antes de tomar sua decisão
  • Todo negócio exige dedicação para dar resultado, por isso, se entrar, crie um bom plano de ação, defina uma meta para sua participação, crie um monitor com indicadores com seus resultados e planeje. Reserve um dia fixo na semana para “revisar a estratégia desse plano”, bem como dias para vendas e apresentações. Tenha um limite, senão vai prejudicar outras áreas da sua vida.
  • Tente automatizar ao máximo sua operação, pense nas coisas que faz repetitivamente em geral são perfeitas para serem automatizadas de alguma forma.
  • Não seja chato com o mundo, não é porque você bebe suco de tomate que todo mundo tem de beber também. Pegue leve, as melhores vendas, são as de influência não as de insistência. É a diferença entre vender uma vez e vender sempre.
  • Não arrisque tudo na mesma cesta. Não é legal sair do emprego e entrar de cabeça. Vá aos poucos, sinta o resultado e quando tiver uma rede de segurança, ai sim pode pular. Dê tempo ao tempo.
  • Milagres acontecem, mas só Deus para fazer. Não ache que vai trabalhar uma hora por semana e ganhar R$ 100 mil por mês. Com bons produtos e serviços, você terá mercado garantido, porém exige esforço, envolvimento e persistência.

Veja os depoimentos na íntegra, de duas pessoas que falei pelo Facebook (pode entrar na minha lista de amigos e procurá-los diretamente se quiser):

 

Adriano Pena

Eu sou educador financeiro e pequeno empresário e estou sempre a procura de novas maneiras de geração de renda para o meu portfólio financeiro. Quando escutei falar do MMN achei interessante e promissor, quando feito da maneira correta, sustentável e responsável, nada de pirâmides financeiras. Esses foram os motivos que me levaram a entrar no negócio.

Este é um negócio em paralelo ao meu negócio atual, por isso, não tenho dedicado o tempo que gostaria para que o negócio cresça, mas em média dedico cerca de 10 horas por semana de segunda a sexta e eventualmente 3 horas nos sábados.

Para vender utilizo Internet (facebook e twitter) e contatos pessoais com amigos, parentes etc. pessoas do meu relacionamento. Tenho pretensões de pelo menos dobrar o tempo dedicado ao negócio até o final do ano.

Ainda não tenho resultados financeiros satisfatórios, mas acredito que dentro de mais um ano posso colher os resultados que imagino.

OBS. Entrei na Polishop por entender ser uma empresa séria com ótimos produtos e oportunidades. Existem outras empresas do MMN que também se enquadram nesses requisitos, como por exemplo: RACCO, AVON, NATURA, CIDIZ etc. Mas, em minha opinião BBOM, TELEXFREE, BLACKDEVER, PRIPLES são pirâmides financeiras disfarçadas de MMN. Isso acontece porque o MMN ainda é novo no Brasil e o brasileiro tem a cultura de querer ganhar dinheiro sem fazer nada, assim esse tipo de coisa ainda pega por aqui.

Sempre falo para as pessoas que desejam entrar no MMN que busquem informações no site da ABEVD. Em minha opinião este é o primeiro sinal de que o MMN está sendo feito da maneira correta.

Foi um grande prazer poder contribuir para seu texto, espero que possa ter ajudado. Conheço seu trabalho e admiro muito. Quando precisar pode contar comigo!

 

Luiz Carlos Do Nascimento

1 – Por que você escolheu entrar no mercado de MMN?

Ganho 100%

2 – Quanto tempo em média você dedica semanalmente para esse negócio?

Menos de 5h.

3 – A escolha do MMN fez você sair do emprego e trabalhar de casa ou consegue conciliar os dois?

Não Precisei sair do Emprego,Concilio bem as duas funções.

4 – Que meios você utiliza para vender seus produtos? Internet, visitas, call center, etc??

Demonstro o produto pessoalmente.

5 – Os resultados são satisfatórios para você?

Sim, sem muito esforço em 10 dias fiz quase um salario mínimo liquido de lucro. Vou continuar.

Como qualquer coisa na vida, exige uma boa dose de avaliação e ponderação. Não tenha pressa para tomar sua decisão.

Posts similares

Comentários