Imagem do post 2

Como incluir uma atividade física na sua rotina


Muito se fala sobre a importância da atividade física, os benefícios atingem os corpos físico, mental, emocional e até mesmo o espiritual. Praticar regularmente uma atividade física eleva a energia corporal, relaxa, ajuda na perda de peso etc. E esse tem sido o problema para muitas pessoas. Porque muito se fala e se ouve, mas pouco tem sido feito.

 

Algumas pessoas sabem dos benefícios porque ouvem muito a respeito, porém nada fazem por si mesmas. Vivem procrastinando a atividade física e o resultado todos estão cansados de ouvir: hipertensão, sobrepeso, depressão, cansaço, estresse etc.

 

Podemos encontrar três tipos de pessoas: As que fazem, as que não fazem e as que fazem de vez em quando. Que tipo de perfil você se encaixa? E o mais importante: O que fazer a respeito para melhorar seu relacionamento com a atividade física?

 

Para quem quer de uma vez por todas incluir exercícios saudáveis no seu dia a dia seguem 7 dicas para mostrar que é mais fácil do que se imagina e não requer muito tempo para se ter saúde.

 

1ª. Não precisa ser muito tempo

 

Em uma entrevista na televisão sobre gestão de tempo e perda de peso, a médica convidada trouxe uma informação muito interessante sobre qual o tempo mínimo que uma pessoa precisa praticar por semana para ser saudável. A pesquisa revelou que bastam apenas 15 minutos três vezes por semana. Obviamente que a ciência quis provar qual o mínimo do mínimo do mínimo necessários. A conclusão é muito simples: Não há desculpa, porque todo mundo gasta mais do que quinze minutos com tempo desperdiçado!


2ª. Reconhecer a importância

 

Precisa? Já não foi falado muito? Você não está cansado de saber? Então pare de desculpas e faça, faça, faça!

 

3ª. Analisar na sua rotina quanto tempo é perdido com coisas desnecessárias

 

Todo mundo tem pelo menos 15 minutos. Até mais, se você realmente tiver como meta gerenciar bem o seu tempo para melhorar sua vida e sua saúde. Faça uma análise criteriosa de como você usa o seu tempo durante uma semana. Quanto tempo você desperdiça? Quanto tempo com atividades inúteis? Depois de reconhecida a maneira como utiliza seus minutos, você perceberá que dá para reservar bem mais do que trinta minutos por dia.

 

4ª. Criar uma rotina saudável de forma criativa

 

Recentemente uma outra pesquisa mostrou na televisão que caminhar por cinco minutos a cada uma hora e meia de trabalho ajuda na melhoria da disposição e da energia. Que tal levar aquele documento subindo a escada ao invés de pegar o elevador? Já se sabe que é um mito achar que a queima de calorias só começa após 45 minutos de exercício. Ao correr por dez minutos,
você queimará a quantidade de calorias correspondentes ao tempo de exercício praticado.
Pense em pequenos momentos que você pode aproveitar para criar uma nova rotina. Talvez deixar o carro na garagem e caminhar um pouco nos finais de semana… Não precisa ir na padaria de carro sempre né?

 

Crie grupos de exercícios, reúna seus amigos de trabalho e os incentive a fazer o mesmo. Faça uma tabela de controle e motivação, e nela você vai colocar o exercício feito, o dia e quantos minutos. Deixe visível no seu setor. Será muito divertido. Experimente:

 

 

5ª. Treinar de forma consciente

 

Você já deve ter visto centenas de carteiros gordinhos e sempre se pergunta “como?”. Eles andam o dia todo, por que não dá resultado? Claro que responder a esta pergunta envolveria uma pesquisa, mas não é preciso ponderar muito, basta entender a fórmula das fórmulas para se emagrecer: queimar mais calorias do que as consumidas. Se o carteiro anda muito, mas se alimenta mal, caminhar não vai diminuir a gordura corporal.

 

O segredo para obter os melhores resultados, mesmo que você vá praticar por pouco tempo uma atividade, é utilizar toda a sua consciência. A meditação ajuda a tomar consciência de si. Fazer um exercício de forma consciente é o que faz a diferença. Ou seja: Viva o exercício, sinta toda a consciência corporal!

 

O maior mito do fisiculturismo, Arnold Schwarzenegger, dizia que não bastava apenas levantar peso. Ele fazia os movimentos imaginando como queria que seus músculos se tornassem. Isso é unir mente e corpo com consciência.

 

 6ª. Cuidar do corpo de forma alegre

 

Atividade física fica muito melhor quando feita com alegria. Muitas pessoas fazem pela obrigação, porque ouvem que é preciso para ser saudável, e acabam sentindo uma cobrança que tira a alegria. Nem todos têm o perfil para serem atletas e se culpam por não gostarem de praticar. Por essa razão, é fundamental escolher bem o esporte ou atividade que vai trazer alegria. Se deixar de ir um dia na academia vai te fazer mais feliz, não vá.

 

Trate seu corpo com alegria, ele precisa de cuidados. Alimentar-se bem é uma forma de dar alegria ao seu corpo. Ame-o, afinal você e ele são um só! Amar é respeitar também os limites dele. Durma bem, coma bem e não o force desnecessariamente.

 

7ª. Evitar a alta performance e os excessos

 

Equilíbrio e bom senso são essenciais para a prática saudável de exercícios. Estamos trabalhando ideias e formas criativas de aproveitar pequenos momentos para incluir uma atividade física, mas é claro que ter uma rotina regular traz muito mais resultados. Contudo, há pessoas que para compensar a falta de tempo durante a semana, resolvem exceder os limites físicos e treinam por horas e horas. Isso muitas vezes acaba trazendo o inverso do que se espera, lesionam o corpo e acabam ficando mais estressados e cansados.

 

Outra coisa que tem se tornado comum nas academias são os treinos de alta performance. Em busca de maximizar os resultados, o praticante acaba por fazer todos os treinos buscando alta performance, porém há riscos e nem mesmo os atletas profissionais fazem todos os treinos buscando a alta performance.

 

Mais uma vez temos que perceber os benefícios da regularidade e do equilíbrio, porque vale mais fazer constantemente e com alegria, que exceder os limites e frustrar-se com os resultados.

 

E então? Vamos treinar?

 

Alexandre Rodrigues

 

Posts similares

Comentários