Imagem do post 3

Como persistir nos sonhos diante das frustrações diárias?


O leitor Carlos Alexandre, enviou uma pergunta que com certeza é comum a todas as pessoas pelo menos uma vez na vida. Vou dar a minha opinião sobre o assunto, se alguém puder complementar com dicas ou histórias pessoais, compartilhem nos comentários!

às vezes podemos fracassar durante a caminhada por problemas afetivos, de stress etc… Como podemos filtrar estas frustrações e acreditarmos novamente no futuro? Pois temos o planejamento, mas com os problemas diários podemos ficar sobrecarregados. Como lidar com essas questões para não prejudicarmos a nós e as outros que estão ao nosso redor? Abraços

Em primeiro lugar é preciso admitir e aceitar que a vida não é uma ciência exata. Óbvio, mas muitas pessoas custam a aceitar essa verdade universal.

Isso não quer dizer que você deva deixar a vida conduzir você para algum lugar e não criar metas ou nada disso. Muito pelo contrário. Pela imperfeição da vida é que precisamos nos esforçar para criar nosso próprio futuro. E isso é função das metas e da correta gestão do seu tempo.image

Sem “sonhos->metas” não teríamos a esperança de dias melhores e isso seria extremamente frustrante. Por isso precisamos tê-las rodeando nossa vida. Agora quando deixamos de realizar nossos sonhos por causa das urgências, falta de planejamento, terceiros em nosso dia-a-dia a frustração pode ser intensa até depressiva.

O que eu acredito e aplico é:

Persistence1 – Eu planejo minhas metas no máximo de detalhes possível. Claro que não há condições de saber todos os passos ou todas as datas, mas sempre faço um ponto de revisão mensal pelo menos para ficar nos trilhos.

2 – Semanalmente eu coloco alguma atividade das minhas metas na agenda. Isso me dá a certeza que aos poucos a coisa vai andando. Quando a semana está tranquila, vai melhor, quando está enrolada se necessário adio para a próxima semana, sem culpa alguma.

3 – É preciso entender que existe uma linha muito tênue entre a persistência e a teimosia. Eu acho que persistência é acreditar e manter seu ritmo com algum tipo de resultado ao longo do tempo. Teimosia é insistir em uma coisa anos sem nenhum resultado prático. Se for teimosia, simplesmente aceite e remova a meta da sua vida.

4 – Existem algumas metas que são mais difíceis de serem alcançadas, as vezes tem terceiros envolvidos ou números ousados. Isso não pode significar que você estacione e não faça mais nada. Independente do andamento de uma meta, eu não paro as outras. Algo vai acontecer quando me coloco em ação, as coisas sempre fluem.

5 – Quando a meta não sai do lugar em geral o erro está em apenas dois lugares: especificação errada – ou seja, você definiu uma meta que não quer muito ou está além de qualquer possibilidade.

O outro lugar de erro (e mais comum) é o plano de ação, eu já falei milhares de vezes aqui no blog que executamos coisas pequenas (tarefas) com duração máxima de poucas horas. Metas que não andam, tem tarefas ou passos grande demais para execução, ai fica na contemplação.

6 – Sempre tem os “sem fé” que vivem dizendo: esquece isso, faz isso, seu maluco, etc. O que eu faço é agradecer a sua opinião sincera e sigo meu caminho (de preferência longe do pessimista). O que os outros pensam de mim é problema dos outros, certo?

Tenho um exemplo pessoal para compartilhar. Quando lancei o livro A Tríade do Tempo em 2004, eu sonhava em ter um lugar de destaque no tema e sabia que isso só seria alcançado com mídia sobre o livro. Defini que queria ter alguma matéria sobre o assunto de tempo relacionado ao meu livro em 10 revistas e 3 programas de TV.

Ok, era uma meta difícil e não dependia só da minha vontade, mas eu tive de criar toda uma estratégia para colocar o assunto de gestão de tempo na mídia (em 2004 pouco se ouvia falar sobre tempo). Contratei uma assessoria de imprensa, comecei a escrever artigos, lançar produtos, enfim fui fazendo o que estava em minha esfera da atuação.

Em 2008 consegui a Veja e em 2009 a Info, fechando as 10 revistas selecionadas. Mas estava difícil os programas de TV. O primeiro que eu queria era o Fantástico, o segundo era o Show Business do João Dória Jr. – que é meu cliente desde os 19 anos e sempre achei um modelo de empreendedor e de planejador (no livro A Tríade do tempo cito muito o João na fase de planejamento). O terceiro era o programa do Jô Soares, que depois do livro das mulheres, acabei trocando pela Marília Gabriela, pois é um programa muito inteligente,feito por uma mulher inteligente.

Ontem gravei para o João! Demorou exatos 6 anos para acontecer. Eu persisti, sabia que uma hora ia acontecer. E aconteceu. Não era teimosia porque estava tendo resultados com os outros programas, sabia que era uma questão de tempo. Agradeço muito a minha amiga Célia Pompéia, que proporcionou a realização desse sonho! Agora só falta Marília Gabriela, vamos ver quanto tempo vai levar!

image

Viver não é simples, se fosse, seríamos “smurfs” vivendo em nosso mundo azul perfeito, com o Papai Smurf sendo o presidente e você seria casado com a Smurfeti. Se você não é um Smurf, precisamos de altas doses de persistência, planejamento, gestão do tempo, fé e paciência!

E você, tem alguma história de persistência com resultado ou teimosia anulada?

Posts similares

Comentários