Imagem do post 3

Depoimento de uma Workaholic


Recebi um e-mail interessante essa semana de uma mulher que entende sua paixão pelo trabalho, mas coloca isso como um desafio diário. O tema é interessante, vou voltar nele mais vezes:

Eu sou uma workaholic – adoro o que faço e tenho prazer de todo dia ir trabalhar, é um caso de paixão. E quanto mais problemas melhor, minha mente gosta de desafios, da oportunidade de resolver…. me lembro eu criança e minha mãe me colocando num curso de datilografia ( é, pode rir… é do meu tempo….não muito longe – mas é!!!). Que coisa monótona! Diariamente tentando dedilhar ( ainda datilografo com todos eles) as benditas “asdfghjklç”.

Num santo dia tive um insight – virei para o lado onde estava uma colega de escola com o mesmo ideal de se tornar uma exímia datilógrafa e saquei a pergunta: Vamos apostar quem se forma primeiro? Essa santa colega topou a empreitada… Quanta diferença! Todos os dias queria chegar logo na datilografia e começar, me lembro do prazer, da satisfação.

Na verdade o prazer nem foi o de vencer. O cenário era o mesmo mas a ação era diferente, eu estava olhando com outro foco: A Paixão pelo Desafio.

Hoje vejo pessoas trabalhando, ou melhor, se arrastando, fazendo por fazer, sem paixão e acabam prejudicando uma única pessoa: A si próprias. Pois se tornam “meio” felizes, “meio” satisfeitas, “meio” qualquer coisa.

É o princípio do ser inteiro, do envolvimento. O que nos impede, ou melhor, o que precisamos fazer para termos paixão?

Onde está aquela minúscula chave no cérebro que nos tornam apaixonados? E não é pelo homem maravilhoso (que achamos) ser a nossa cara-metade, mas a paixão pelo simples prazer do dia a dia, de um trabalho realizado.

Eu sempre digo que as pessoas estão perdendo o foco – mas é o foco no sentido do olhar – da análise daquilo que realizamos. Vale a pena olhar de novo, e se perguntar “É o melhor que eu poderia fazer para satisfazer a pessoa que mais amo?” E quando pudermos responder um SIM – essa pessoa vai agradecer muito. E essa pessoa nada mais é que VOCÊ!

Maria de Fátima

Posts similares

Comentários