Imagem do post 2

Dicas para ter um bom Home Office


Eu acho que o Home Office sempre é uma grande opção a ser considerada, ainda mais com esses problemas de trânsito que o Brasil enfrenta (claro que por pura falta de visão de nossos incompetentes governantes) e com as facilidades que a tecnologia atual fornece. Se sua empresa oferecer a oportunidade, vale pensar com carinho.

 

Agora é óbvio que home office não funciona para todas as pessoas. Tem gente que não se acostuma a trabalhar em casa de jeito nenhum, simplesmente não vai rolar. Dá preguiça, mistura trabalho com pessoal, fica sem horários estabelecidos, não tem um ambiente adequado ou sente falta de ter pessoas do lado para olhar e conversar, entre outros diversos motivos.

 

Se você está pensando em fazer ou não home office, minha sugestão é experimentar. Faça um test-drive de uns 15 dias e veja se você consegue se adaptar. Para te ajudar, listei algumas dicas para tornar sua experiência com Home Office mais produtiva:


1 – Separe um ambiente para seu escritório

 

Se você tiver um quarto isolado para seu escritório é a melhor opção. Se não tiver, faça de um canto da casa um ambiente profissional. Com uma mesa adequada, uma cadeira ergométrica bacana (acho que aqui vale o investimento), excelente iluminação e de preferência longe de distrações visuais ou olfativas (colocar a mesa na cozinha não vai dar, não é?)

 

2 – Estipule Horários Fixos

 

Acho esse o maior desafio de todos! Tem gente que acha que vai começar a trabalhar a hora que acordar e terminar na hora que der sono. Se você fizer isso, vai estafar, acabar com o casamento ou virar um workaholic dos piores. Precisa ter horário de começo e término! Precisa ter horário de almoço. Precisa ter horário de cafezinho e limite para hora extra. Tem de ser horário fixo, para criar uma rotina séria. Depois que estiver funcionando, aí então você pode flexibilizar.

 

3 – Vista-se adequadamente

 

Parece besteira, mas é uma coisa que faz a diferença no Home Office. Se você acordar e ficar de pijama trabalhando, ligando para cliente, etc é meio estranho não acha? Tipo ir para a balada de terno e gravata ou ir para a academia de calça jeans. Se vista como se fosse trabalhar. Isso ajuda – muito – a pontuar a transição de “Home” para “Office”.

 

4 – Acordo com a Família

 

Se você tem filhos pequenos, precisa ter alguém para te ajudar. Não dá para trabalhar e cuidar das crianças. Por mais que você explique, vai ser difícil seu filho entender que quando ele tiver dúvida na lição de casa e você estiver na sala ao lado ele não vai poder te perguntar. Com filhos maiores é possível definir esses limites, mas não deixe de conversar com a família que a casa é seu local de trabalho. Definir algumas boas regras de convivência são interessantes, afinal, seu cliente não vai entender seus filhos brigando, seu cachorro latindo e a empregada berrando tentando controlar tudo isso.

 

5 – Invista em tecnologia

 

A maioria das empresas fornece um notebook para esse trabalho em casa e, provavelmente, uma conexão com Internet. Caso esse não seja seu caso, é legal considerar a compra de um computador exclusivo para seu trabalho. Além de funcionar como backup, é mais seguro e evita misturar o computador da casa com coisas de trabalho. Vale também investir em equipamentos como uma impressora multi-funcional, uma Internet com uma boa banda larga (que hoje em dia tem um custo altamente aceitável), headsets, e um bom telefone voip para ligações.

 

O Home Office não é uma solução para todas as pessoas, mas sem um ambiente adequado e certos “rituais”, fica tudo mais difícil e a procrastinação vai imperar. Particularmente, eu não tenho nada contra Home Office, mas gosto do ambiente do escritório para trabalhar. Na minha casa eu reservei um quarto para escritório, fiz um ambiente super high-tech, móveis sob medida, mesas integradas que facilitam pequenas reuniões, gaveteiros suspensos, isolação acústica, etc

 

Quando o arquiteto projetou parecia perfeito, um sonho! Mas no dia a dia, eu gosto mesmo é de trabalhar no sofá de frente para a TV (eu já falei que só consigo escrever vendo TV ou ouvindo música). Para dar o start, eu preciso tomar café, me trocar e conectar na VPN, caso contrário eu vou enrolar.

 

E você, como criou seu Home Office e como tem sido a experiência?

 

Atualizado em 17 de abril de 2017

Posts similares

Comentários