Imagem do post 1

Rest In Peace


Semana passada a morte deu o ar da graça duas vezes. Primeiro o irmão de uma amiga super querida, morreu após um acidente de moto. Algo inesperado, trágico e muito triste. Ela está grávida do primeiro filho e não tinha hora pior para a notícia acontecer.

Depois morre o Chorão, meu conterrâneo, um cara que eu gostava muito. Ele passava nas suas músicas coisas da vida cotidiana, que todo mundo passa, de forma sempre para cima e positiva. Gosto muito das letras dele. Infelizmente ele se perdeu, em algum momento o vício superou a sua força de vontade, os seus sonhos e as pessoas importantes. Uma pena, mas que fique de exemplo a essa juventude. O meu filho falou bastante da morte do Chorão, o que pegou forte foi que ele se matou pela droga, isso é sempre um alerta, um reforço no que nós como pais tentamos falar, mas quando vem de fora é sempre mais poderoso.

ripchorao

A vida começa com uma antecedência de nove meses, mas termina totalmente sem aviso prévio. Nesses momentos é que a gente toma consciência do quanto somos frágeis, temporais e importantes. Não é verdade?

É por essa e outras coisas que precisamos aproveitar cada hora do dia. Não dá pra ficar trabalhando em algo que não te faz feliz. Não dá para ficar estressado todo o dia. Não dá para ficar com a sensação de que não tá dando certo a sua vida. Não dá para ficar cheio de compromissos e deixar de lado as coisas que você gosta. Não dá para ver a família sempre depois que já dormiram. Não dá para viver um relacionamento morno.

Sei que não é fácil mudar a vida, e nem precisa mudar tanto assim. Você pode começar com coisas pequenas, tipo um jantar em casa com todo mundo, um cinema, um passeio, uma viagem, uma visita, uma ligação. Pode parecer pouco, mas sempre faz uma diferença.

Hoje eu não quero escrever sobre nada, ainda estou triste pelas perdas. Uma vez na pista de skate do Chorão em Santos, ele falou que o skate era o hobby dele, o que fazia esquecer os problemas e usar bem o tempo. Precisamos desses momentos. Se não tem, descubra seu hobby, seu “desestressor”. Talvez se ele tivesse mais skate e menos droga…. mas não dá para viver de se…

Com dizia chorão: “…histórias nossas histórias, dias de luta, dias de glória. Podem me tirar tudo que tenho, só não podem me tirar as coisas boas que eu fiz…”

Para quem quiser uma das suas interpretações mais bonitas: http://www.youtube.com/watch?v=pceB9dykZbQ

Posts similares

Comentários