Pular para o conteúdo
Início » Como começar a empreender: 9 dicas e 18 ideias de negócios

Como começar a empreender: 9 dicas e 18 ideias de negócios

Muitas pessoas desejam saber como começar a empreender e, apesar da força de vontade e visão empreendedora, se deparam com uma grande barreira: a falta de recursos.

Não ter capital suficiente para iniciar um negócio, na maioria dos casos, impede que as pessoas deem os passos necessário para buscarem seu verdadeiro sonho. Consequentemente acabam permanecendo em empregos convencionais que elas não gostam. Você se identifica com isso?

Segundo dados do IBGE, cerca de 60% das empresas brasileiras fecham as portas antes dos cinco anos de existência. Esse artigo trará dicas valiosas para fazer com que a sua futura empresa não entre na estatística.

Confira os temas que iremos abordar:

Sumário

Antes de começar a empreender

Empreender exige muito mais do que força de vontade e uma boa ideia. Para abrir uma empresa, seja ela uma startup ou negócio local, o empreendedor precisa ter noção que a sua rotina não será fácil.

É preciso administrar as finanças do negócio, lidar com fornecedores, gerenciar funcionários, ter jogo de cintura para resolver eventuais problemas operacionais, entre outras coisas.

Com base na experiência pessoal do Christian Barbosa, que iniciou a vida de empresário aos 15 anos de idade, confira alguns pontos fundamentais para ele, antes de descobrir como começar a empreender e abrir sua própria empresa:

Empreender não é para todos

Em primeiro lugar, não tem nada de errado em ser funcionário. Muito pelo contrário. A maior parte dos empreendedores quebram no primeiro ano, por simplesmente não terem o perfil.

Ser funcionário tem uma certa estabilidade, conta com benefícios e consequentemente tem menos preocupações. Empreender não é fácil, e acima de tudo é preciso ter paciência, persistência e gostar de adrenalina. Todo começo é difícil.

Se o seu emprego te traz realização, estabilidade financeira e bem-estar, pense bastante antes de querer empreender e iniciar essa jornada.

Dinheiro para começar

A maior parte das empresas de serviço requerem um investimento mínimo de capital inicial, que possibilita um crescimento gradual. Por outro lado, franquias, empresas de varejo e indústrias exigem um volume de capital maior para começar.

Portanto, o primeiro passo é avaliar o quanto de capital será necessário para dar o start no negócio. Se a verba é muito curta, tenha cautela, afinal, as empresas não crescem do dia para a noite, e a maior parte delas acaba fechando por problemas de fluxo de caixa.

Dinheiro faz dinheiro, não importa se é muito ou pouco, o importante é saber usar nas coisas certas. Ao longo desse artigo você vai aprender a como começar a empreender do zero e com pouco dinheiro. Continue a leitura!

Quais os melhores ramos para empreender?

Não existe uma fórmula para achar o negócio certo, mas se você ainda não sabe o que fazer, é preciso estar antenado nos mais variados nichos de mercado e acompanhar as tendências globais.

Primeiro, identifique claramente o que gosta de fazer e o que não gosta. Isso ajuda a ter maior clareza e a focar apenas no que realmente te dá satisfação. Feito isso, priorize as coisas que gosta e comece a investigar o mercado.

Você também pode refletir sobre algumas questões, por exemplo: tenho clientes reais para comprar ou é apenas um hobby pessoal? Quais os concorrentes? O que eu posso inovar para me diferenciar? Qual o custo de início? É um mercado em crescimento?

Para achar um bom negócio é preciso caçá-lo, literalmente. Vá a feiras, assista cursos, invista em revistas sobre negócios, faça viagens, enfim, seja curioso. O mercado está cheio de oportunidades, basta saber onde encontrá-las.

Cuidado com o Palestrante Consultor LTDA

Muitas pessoas saem de seus empregos e investem no mercado de pequenas consultorias, treinamentos e palestras. Infelizmente, 95% deles quebram após dois ou três anos.

Parece fácil dar palestras, fazer um blog, escrever um livro e vender consultoria para empresas. Porém, no dia a dia as coisas não são bem assim.

À primeira vista, começar com pequenas consultorias e treinamentos é um primeiro passo para empreender. Porém, o problema é que esse mercado está abarrotado de gente boa e empresas extremamente seletivas na contratação.

Mas, ainda assim, se essa for uma das suas ideias de negócio, analise com muita cautela e faça benchmarking com empresas sólidas para entender o que elas fazem de melhor. Posteriormente, veja como aproveitar as boas práticas dentro das suas condições.

O sonho deve ser compartilhado

Se você quer empreender, é casado e tem filhos ou mora com sua família, é importante envolvê-los de alguma forma nesse sonho. Isso porque a dedicação ao novo negócio é maior quando todos estão unidos rumo a um objetivo.

Mas, se logo no começo a família não te apoiar, o fardo fica ainda mais difícil. Por isso, incentivá-los a sonharem juntos é importante para construir um futuro promissor.

9 dicas para saber como começar a empreender

Confira agora, 9 dicas práticas e utéis para aprender de fato, como empreender do zero ou com pouco dinehiro:

1. Identifique o seu perfil empreendedor

A busca por conhecimento e autodesenvolvimento são essenciais no mundo dos negócios. De acordo com o Sebrae, entidade especialista em micro e pequenas empresas, existem algumas qualidades desejáveis para quem tem interesse em aprender como começar a empreender.

Quem tem ao menos cinco dessas características já tem meio caminho andado para ter sucesso nos negócios. Confira:

  • Perseverança
  • Liderança
  • Resiliência
  • Autoconfiança
  • Capacidade analítica
  • Criatividade
  • Automotivação

Comparecer a eventos e fazer cursos te ajuda a desenvolver essas características, além de te aproximar de pessoas que podem auxiliar na jornada do empreendedorismo, o famoso networking.

2. Compense falta de recursos

Ser empreendedor com pouco dinheiro não é fácil, porém, é possível, mesmo que a maior parte das empresas exijam um investimento mínimo de capital inicial.

Diante da falta do recurso financeiro, o empreendedor precisa compensar de alguma outra maneira, principalmente no que se trata de comportamento e postura empreendedora.

Serão necessárias horas, além das pré-estabelecidas, em uma jornada de trabalho para fazer as coisas funcionarem. Resgate suas economias ou busque um trabalho extra para conseguir o mínimo de investimento.

Além disso, dedique algumas horas do seu dia para adquirir habilidades de negociar, gerir e organizar. Conhecimento é tudo!

3. Busque por um sócio investidor

Se você pretende começar a empreender sem dinheiro e tem uma ideia boa de negócio, uma opção é tentar vendê-la para alguém disposto a investir. Pode ser um amigo, parente ou investidores terceiros.

Se o que você tem a propor é algo realmente inovador, vale até buscar por recursos de subvenção econômica do governo.

4. Faça contatos e parcerias

Mesmo que a internet e a automatização das compras e serviços estejam em alta, contatos e parceiros são fundamentais para que o seu negócio dê certo.

Promover seu produto ou serviço pelo boca a boca ainda é uma maneira bem eficiente para construir uma boa reputação e chegar ao sucesso.

5. Estabeleça suas metas

Ao começar um negócio sem dinheiro, você precisa ter em mente – e no papel – cada passo que será dado nesta empreitada.

Ao compensar sua falta de recursos financeiros com conhecimento e técnicas de venda, sua ideia inicial ganha novos moldes e se torna ainda mais palpável. Traçar metas evita que você gaste dinheiro desnecessário ou tome decisões precipitadas e equivocadas.

Se está em busca de entender a fundo como começar a empreender, veja nesse vídeo o passo a passo para tirar sua ideia do papel:

6. Formalize sua empresa

Muitos empreendedores iniciantes têm o costume de trabalhar de forma informal, seja por falta de conhecimento da importância de formalizar-se, ou apenas para se esquivar dos impostos de Pessoa Jurídica (PJ), o que é um grande erro.

Aparentemente, parece vantajoso trabalhar na informalidade, mas a longo prazo isso pode causar problemas sérios para o negócio, inclusive corre o risco de perder oportunidades.

Quem está dando os primeiros passos, pode optar por ser um Microempreendedor Individual (MEI). Dentro dessa categoria empresarial, é possível faturar até R$ 81.000 por ano e ter até um empregado, porém, não pode ter sócio ou participação em outras empresas.

7. Monte um plano de negócios

Sair fazendo as coisas sem desenvolver uma estratégia para abrir sua empresa, é desperdício de tempo. Se questione sobre as etapas: Teve a ideia? Estabeleceu suas metas? Se formalizou?

Então, comece a desenhar o plano de negócios. Isso ajudará o empreendedor a saber, de fato, se a ideia é viável, uma vez que fornece informações detalhadas sobre o mercado, produtos e/ou serviços, clientes, concorrência e fornecedores.

8. Divulgue seu negócio

De nada adianta montar um negócio, se seus potenciais clientes não tiverem conhecimento dele. Hoje em dia, além do boca a boca existem inúmeras formas de divulgar sua empresa, seja no ambiente online ou offline.

As redes sociais, por exemplo, podem ser utilizadas como aliadas se você oferecer um conteúdo gratuito e de qualidade para seus clientes. Também é uma oportunidade de firmar parcerias e ganhar ainda mais visibilidade.

É legal sugerir campanhas diversas e promoções a seus sócios e parceiros para divulgar a marca e conquistar clientes. Tá aí a importância de manter um bom networking.

9. Tenha paciência

Mesmo seguindo esse passo a passo, você ainda não tem garantia de que a sua empresa será um sucesso no primeiro ano. Mas quando começar a empreender, não esqueça de usar a criatividade para driblar as dificuldades do cotidiano, tenha certeza que elas surgirão!

Seja paciente para fazer seu trabalho com constância e espere os seus resultados. Lembre-se: para ganhar um milhão, além de muito esforço, é importante controlar a ansiedade pensando que, antes você precisa ganhar R$1.000.

18 ideias de negócios

Existem diversas opções de negócios de baixo investimento que estão em alta. Algumas exigem recursos que você já tem em casa e que dependem somente da sua habilidade e técnicas de venda.

Mesmo que já existam diversas empresas de um determinado segmento, nenhuma é igual a outra. Ao colocar a sua história no seu negócio, já o torna diferente e atrativo, e pode inclusive inspirar outras pessoas a seguirem o caminho do empreendedorismo.

Confira abaixo uma lista com ideias de negócios para colocar em prática as dicas de como começar a empreender, que você aprendeu nesse artigo:

  1. Alimentação saudável
  2. Confeitaria gourmet
  3. Ghost kitchen
  4. Desenvolvimento de aplicativos
  5. Produtos personalizados ou artesanais
  6. Brechó
  7. Alimentação especial para pet
  8. Roupas para pet
  9. Importação e exportação de produtos
  10. Serviços de reparo (encanador, eletricista, chaveiro, etc.)
  11. Cursos livres
  12. Cosméticos naturais
  13. Consultoria financeira
  14. Consultoria de imagem e estilo
  15. Consultoria de marketing digital
  16. Agência de marketing ou publicidade
  17. Venda de infoprodutos
  18. Loja virtual (roupas, livros, eletrônicos, etc.)

Agora que você já sabe as melhores dicas de como começar a empreender com pouco dinheiro, qual ramo de negócios vai seguir? Comente abaixo.

Leia também:

FAQ – Perguntas Frequentes

Comente também

O seu endereço de e-mail não será publicado.