Como publicar seu livro – Parte IV – Publicação & Venda

Para fechar a parte sobre a série como escrever seu livro (Parte I, Parte II, Parte III), vamos falar sobre a parte final e mais importante: como ver seu livro ser publicado no mercado.  Eu complementei esse texto com a série de marketing pessoal, que também vale como estratégia de vendas!

Muita gente pediu para falar um pouco mais sobre essa parte de publicação. Então seguem mais algumas sugestões:

Depois ter o texto pronto é que começa a verdadeira batalha, achar uma editora que ame tanto o seu texto como você e tope correr o risco de publicar. Aqui é importante que você entenda o porquê usei a palavra risco!

Publicar um livro é um risco para a editora. Se não vender, eles gastaram na produção, na distribuição, com assessoria de imprensa, no desgaste político com as livrarias, etc. Cada vez mais as editoras estão criando métodos, negociações e contratos para minimizar esse risco, por isso se você for um autor de primeira viagem, seu trabalho de convencimento será muito maior.

1 – Publicação

Existem centenas de editoras no mercado, você precisar achar a editora que é forte no segmento que você está escrevendo. Não adianta querer publicar ficção em uma editora de negócios, não rola. É um meio extremamente segmentado, se não souber que editoras publicam seu tema, vá à livraria, veja livros similares ao seu e anote o nome das editoras.

Assim que achar a editora, você precisa entrar em contato com eles. Se tiver alguma indicação é mais rápido sem dúvida, se não tiver, mande um e-mail pelo site e seja persistente, paciente e insistente.

Toda editora tem um editor, que é o cara que seleciona que livros devem ser publicados, imagina o dia-a-dia desse cara: recebe um monte de e-mail de gente querendo publicar livros, recebe um monte de livros para ler, ainda tem um monte de outras demandas e precisa achar “pedras preciosas” que vão vender milhões na livraria. Não é fácil ser editor.

Quando entrar em contato, crie algo de impacto, algo que vai chamar a atenção do editor, do porque seu livro deve ser publicado. Se ficar no senso comum, vai entrar na fila de espera.

Existem editoras e editoras. Publicar o seu livro por uma editora desconhecida pode ser uma oportunidade (como facilidade de acesso, negociação, etc), mas também pode ser um problema para o seu livro aparecer na livraria. Existem negociações dos grandes grupos editorais com as livrarias por espaço, muitas vezes a pequena não tem cacife para bancar isso e ai fica por sua conta e risco fazer do livro um sucesso.

Se não tiver jeito e você estiver com pressa, uma alternativa são as editoras por demanda, que imprimem o livro conforme as pessoas vão comprando ou até uma publicação própria sem editora e você tentar vender diretamente (alguns palestrantes fazem isso e se dão muito bem, devido ao público de suas palestras).

Se o seu livro for publicado, tiver repercussão e vender bem ai fica tudo mais fácil para os próximos livros. Hoje em dia eu tenho portas abertas em muitas editoras, posso escolher a mais adequada ao livro que estou escrevendo e negociar as condições.

2– Estratégias para Vender seu Livro

Supondo que você foi aprovado na editora, seu livro foi publicado e está na livraria, é agora que começa a brincadeira para valer. No começo, é realmente emocionante ver seu nome na prateleira, dá vontade de comprar o livro em cada livraria que você visitar (no começo você irá a muitas..rssrsr), depois de passar o vislumbre é o momento de pensar como fazer o livro vender.

Acho que não tem uma fórmula para fazer isso acontecer. E também aquela coisa de que apenas bons livros vendem é mentira. Tem muito lixo que vende mais do que muita coisa boa. Acho que tudo depende de carisma do autor, networking, marketing, imprensa e esforço pessoal.

O livro O Segredo, apesar de não ser um dos meus favoritos, foi sem dúvida um dos maiores bestsellers mundiais dos últimos anos. O nome do livro, a pegada da autora, o layout, o preço, o apelo de vendas juntos fizeram do livro um fenômeno de vendas.

No Brasil, um case recente é o meu amigo Anderson Cavalcante, com o livro O que realmente Importa. Ele conseguiu emplacar esse livro, depois de um ano do lançamento, já está na 13ª edição e a diversas semanas na lista dos mais vendidos. O livro é legal, mas a competência do Anderson no relacionamento com os livreiros fez a diferença. Você entra na livraria e dá de cara com o livro, esse posicionamento ajuda na hora de vender.

Vender um livro é um conjunto de fatores. Como comentei na parte I, particularmente gosto muito de reforçar ações de imprensa, marketing, palestras e minha própria rede de sites. São ações que já suportam bons meses de venda. No meu próximo livro vou experimentar coisas diferentes, depois eu conto se vai dar resultado.

E você, o que faz você comprar um livro? Conte aqui para a gente !

Estou pensando em escrever uma outra série tipo essa que fiz para o livro e marketing pessoal. O que vocês preferem? Opções: 1- Como ser um Palestrante? 2 – Como ser um Empreendedor? 3 – Qual sua sugestão????

Este post tem 18 comentários

  1. Eder Silveira

    Ótimo post!
    Estava aguardando por isso ultimo capítulo da série, escrever um livro está na minha meta entre os próximos 5 anos.

    Sobre a sugestão para uma outra série sugiro:
    1 Como ser um palestrante

    Abraços
    Eder Silveira
    @SilveiraEder

  2. Eder Silveira

    Ótimo post!
    Estava aguardando por isso ultimo capítulo da série, escrever um livro está na minha meta entre os próximos 5 anos.

    Sobre a sugestão para uma outra série sugiro:
    1 Como ser um palestrante

    Abraços
    Eder Silveira
    @SilveiraEder

  3. Lucas Nápoli

    Oi Christian! Também gostaria de uma série sobre “Como ser um palestrante”!

    Essa sobre publicação de livros foi bastante útil.

    Grande abraço!

  4. Lucas Nápoli

    Oi Christian! Também gostaria de uma série sobre “Como ser um palestrante”!

    Essa sobre publicação de livros foi bastante útil.

    Grande abraço!

  5. Gerson

    Quando vou a uma livraria, (o que adoramos aqui em casa) esvazio minha mente, e fico atento ao chamado do livro. Já lí em algum lugar que o livro é que escolhe o leitor. Isso já aconteceu comigo algumas vezes. É quase uma psicografia. escolho um assunto, vou para a prateleira, fico olhando para todos os livros e para nenhum, passando a mão, quando um livro me chama, pego, e parte racional começa a funcionar, vejo se realmente preciso daquele livro, agora, vejo preço, e decido se devo levar ou esperar. É um exercício divertido. Posso ficar horas em um livraria só fazendo isso. Assim que eu compro livro.
    Quando a escrever, ainda não tive este chamado.
    Abraços,
    Gérson

  6. Gerson

    Quando vou a uma livraria, (o que adoramos aqui em casa) esvazio minha mente, e fico atento ao chamado do livro. Já lí em algum lugar que o livro é que escolhe o leitor. Isso já aconteceu comigo algumas vezes. É quase uma psicografia. escolho um assunto, vou para a prateleira, fico olhando para todos os livros e para nenhum, passando a mão, quando um livro me chama, pego, e parte racional começa a funcionar, vejo se realmente preciso daquele livro, agora, vejo preço, e decido se devo levar ou esperar. É um exercício divertido. Posso ficar horas em um livraria só fazendo isso. Assim que eu compro livro.
    Quando a escrever, ainda não tive este chamado.
    Abraços,
    Gérson

  7. Christian, parabéns pela simplicidade como você escreve. Parece que você está conversando conosco em seus posts, e isso torna a leitura muito mais fácil!
    Adorei a parte “…dá vontade de comprar o livro em cada livraria que você visitar (no começo você irá a muitas..rssrsr), depois de passar o vislumbre é o momento de pensar como fazer o livro vender”. Isso mostra que você é humano como todos que vêm aqui ler seus posts e não se coloca em uma posição de superioridade. Parabéns!

    Eu voto em você escrever uma série “Como não se deslumbrar com o sucesso”.

  8. Christian, parabéns pela simplicidade como você escreve. Parece que você está conversando conosco em seus posts, e isso torna a leitura muito mais fácil!
    Adorei a parte “…dá vontade de comprar o livro em cada livraria que você visitar (no começo você irá a muitas..rssrsr), depois de passar o vislumbre é o momento de pensar como fazer o livro vender”. Isso mostra que você é humano como todos que vêm aqui ler seus posts e não se coloca em uma posição de superioridade. Parabéns!

    Eu voto em você escrever uma série “Como não se deslumbrar com o sucesso”.

  9. Alexandre

    Gostaria de deixar aqui os meus parabéns pelo excelente blog e também fazer uma sugestão: a de publicar uma postagem aqui informando sobre a existencia do “Portal das Video Aulas”, um site que reuni diversas video-aulas gratuitas, que vão desde aulas de inglês, até como tocar violão… com o objetivo de democratizar o acesso ao conhecimento no Brasil. O endereço do site é http://www.portaldasvideoaulas.com.br
    Obrigado!

  10. Alexandre

    Gostaria de deixar aqui os meus parabéns pelo excelente blog e também fazer uma sugestão: a de publicar uma postagem aqui informando sobre a existencia do “Portal das Video Aulas”, um site que reuni diversas video-aulas gratuitas, que vão desde aulas de inglês, até como tocar violão… com o objetivo de democratizar o acesso ao conhecimento no Brasil. O endereço do site é http://www.portaldasvideoaulas.com.br
    Obrigado!

  11. Anselmo Leandro

    Bom dia Christian.
    Realmente suas publicações são muito acolhedoras e de fácil entendimento e cada dia motivo-me a acompanha-las. Voto para “Como ser um Empreendedor?”

  12. Anselmo Leandro

    Bom dia Christian.
    Realmente suas publicações são muito acolhedoras e de fácil entendimento e cada dia motivo-me a acompanha-las. Voto para “Como ser um Empreendedor?”

  13. Gessé de Souza

    Cara, você não sabe o quanto você me ajudou com este post.
    Tenho um sonho e desejo de escrever um livro e publicar, e você fez toda a diferença, muito booom!

    Você ainda ouvir muito o meu nome por ai rsrsr.

Deixe um comentário