Pular para o conteúdo
Início » Saiba o que é e como ser uma pessoa culta pode ajudar sua vida pessoal e profissional

Saiba o que é e como ser uma pessoa culta pode ajudar sua vida pessoal e profissional

Todo mundo conhece alguém com um papo super interessante, que desperta em nós grande admiração. Uma pessoa culta que sempre tem algo valioso a acrescentar para qualquer conversa, seja qual for o tema. Quer se tornar uma delas?

Você já deve ter se admirado com aquelas pessoas que parecem ter uma aura de sabedoria e mistério, capazes de acrescentar conhecimentos em horas oportunas e que sempre colaboram com algum projeto informando algo interessante que ninguém sabia.

Essas pessoas são aquelas que possuem uma elegância natural, um certo charme quando mostram sua intelectualidade, sempre bem-vindas em conversas requintadas, e acabam sendo ouvidas e respeitadas por causa de seus conhecimentos gerais. Terminam sendo conhecidas como as famosas pessoas “cultas”.

Em um país que não prima pela leitura, conhecimento e cultura ser culto pode ser um grande diferencial para seu crescimento pessoal e profissional. Afinal, conhecimento nunca é demais e saber usá-lo é um fator decisivo na resolução de problemas ou na construção de sua carreira.

No artigo de hoje vou falar sobre o que significa ser uma pessoa culta, quais os benefícios e dicas de como você pode incorporar conteúdos preciosos ao seu arsenal de informações.

Vamos lá?

Sumário

Pessoa culta: significado

Para que alguém seja considerado uma pessoa culta é necessário que ela seja educada, literata e, principalmente, sábia.

Para além de buscar ter contato com a cultura geral, ser sábio é ser capaz de reter as informações e fazer associações de ideias para aplicá-las no dia a dia, seja nas conversas ou nas ações cotidianas.

Afinal, de que adiantaria saber muito sobre vários assuntos e não utilizar nada desse conhecimento?

Por isso, uma pessoa culta precisa ser, antes de tudo, curiosa e engajada no processo de aprendizado. Aprender não é apenas passar os olhos sobre as palavras, mas também interpretá-las, refletir sobre elas e ter habilidade de reproduzir o que foi compreendido.

Então vamos entender primeiro como estimular a inteligência para, em seguida, entender como podemos incluir mais cultura na nossa vida.

Como ser mais inteligente

O conceito de inteligência envolve não apenas a rapidez de raciocínio como também a capacidade de memorizar informações.

Para isso, existem algumas técnicas e rotinas que qualquer pessoa pode implementar em sua vida, antes mesmo de focar em se tornar uma pessoa culta. 

Separei as 3 que considero mais importantes abaixo.

1. Cuide do seu corpo

Se você está surpreso de ler isso aqui, sugiro que leia meu artigo sobre qualidade de vida. Dormir bem, se alimentar bem e mexer o corpo são essenciais para ter um cérebro saudável.

Está na hora de aprender que corpo e mente são uma coisa só. Não adianta cuidar de um e esquecer do outro!

2. Administre seu tempo

O tempo é o recurso mais valioso que temos. Ele vai definir a sua disponibilidade diária para qualquer aprendizado. 

Sem gerenciar corretamente seu tempo, provavelmente você estará sempre se sentindo sobrecarregado, sem disposição alguma para estudar nada de novo.

Faça uma reflexão sobre como você está usando seu tempo, entenda como afastar a procrastinação e mude sua realidade. 

3. Exercite sua memória

Atualmente existem várias técnicas de memorização que são fáceis e simples de se aplicar, mas vou trazer aqui a minha predileta: mapas mentais.

Uso mapa mental desde criança para guardar informações úteis para minha vida. É um método super simples, bastante intuitivo e, principalmente, muito eficiente.

Escolha a metodologia de memorização à qual você se adapta melhor e comece a aplicar o quanto antes. A memória é uma aliada primordial se você quer ser uma pessoa culta.

Neste vídeo falo um pouco mais sobre como você pode usar seu cérebro corretamente

Como ser culto pode ajudar na sua vida profissional e pessoal

Os benefícios de ser uma pessoa culta são tantos que acho que seria capaz de escrever um livro apenas sobre esse assunto. Dá uma olhada nas 4 principais vantagens que separei a seguir.

1. Melhoria nas conexões sociais

Aqueles indivíduos que são reconhecidamente cultos chamam atenção de uma maneira positiva. São pessoas que acabam tendo uma maior facilidade para estabelecer conexões de seu interesse porque provocam admiração. Relações saudáveis que podem abrir portas. 

2. Mais criatividade

Quem já acumula um certo nível de cultura geral tem o cérebro bem aparelhado, cheio de conhecimento. Diante dos dilemas, uma pessoa culta tem mais condições de conectar elementos e gerar ideias inovadoras, “fora da caixa”. 

3. Melhores resultados

Pessoas cultas são pessoas mais criativas. E pessoas mais criativas têm um senso de valor pessoal maior, são mais felizes e obtêm melhores salários. Isso é o que mostrou a pesquisa “State of Create” de 2016, realizada nos Estados Unidos.

4. Produtividade maior

Quando temos mais conexões sociais e conquistas para celebrar, somos mais felizes. E existe uma conexão íntima entre felicidade e produtividade. A construção mental de um indivíduo feliz define a sua realidade, facilita o foco e a produtividade. 

Live: Como a felicidade pode impulsionar sua produtividade? https://www.youtube.com/watch?v=spKCLDP3On0

8 dicas para se tornar uma pessoa culta

Para se tornar uma pessoa culta é necessário um pouquinho de dedicação todos os dias. Mas, não precisa encarar isso como um sacrifício. Lembre-se que a maneira como você interpreta suas tarefas tem efeito direto sobre seus resultados.

Apresento abaixo algumas ótimas dicas para introduzir um pouco mais de cultura na sua vida, de maneira leve e divertida!

1. Leia muito

Ler é uma das minhas maiores paixões. É um exercício maravilhoso para nosso cérebro e a maneira mais fácil de adquirir conhecimento. Se você tem dificuldades com esse hábito, sugiro que confira algumas dicas sobre como ler mais e faça testes com áudio livros!

Ler autores renomados de outras nações e culturas. Revistas que mostrem o modo de vida de outros povos, suas curiosidades e lendas.

Escolha livros que sejam de seu gosto ou paixão, mas, o importante é fazer disso um hábito, pois o brasileiro lê muito pouco. Procure também assuntos diferentes e novos para você como forma de ampliar seus horizontes e desafiar a si mesmo.

2. Ouça podcasts

Não é todo mundo que é fã de podcasts, mas esse é um excelente tipo de conteúdo para ser consumido quando estamos dirigindo ou fazendo alguma tarefa doméstica, por exemplo. Existem podcasts sobre os mais variados temas, comece pelos que se identificar mais!

3. Introduza arte na sua vida

Cinema, teatro, artes plásticas, concertos… Se você tem oportunidade de frequentar ambientes assim, por que não proporcionar a si mesmo esses presentes? Arte nos ajuda a conhecer outros contextos históricos e sociais, contribui para ampliar nosso nível cultural.

4. Alimente sua curiosidade

Quando formular uma pergunta que não consegue responder ou se deparar com algo novo, não se prive de pesquisar a respeito. Seja via internet, livros e conversas com especialistas no assunto. Estes momentos de curiosidade são muito úteis para assimilar conhecimento. 

5. Cerque-se de pessoas cultas

Somos muito influenciados pelas pessoas que nos cercam. Isso vale para nosso dia a dia e para as redes sociais também. Busque conteúdos interessantes, de pessoas inspiradoras. Aos poucos você vai descobrindo como se tornar uma pessoa tão culta quanto elas.

Em geral as pessoas tendem a buscar saídas fáceis para aquilo que querem alcançar. Porém, se tornar uma pessoa culta é algo que deve ser construído com tempo e consistência. São seus hábitos que vão definir seu patamar cultural.

6. Faça viagens

Viajar é uma forma muito importante de entrar em contato com novos mundos e pessoas, ouvir suas histórias, ver e sentir a cultura através de uma boa gastronomia.

Investigar pessoas é reconhecer que há mais semelhanças dentro das diferenças do que se imagina.

Quando viajamos estamos em um estado mais atento e disposto ao lúdico e prazeroso o que propicia o aprendizado.

7. Comunicação

Procure pessoas mais cultas e inteligentes que você. Vá a seminários de assuntos que você conhece pouco, permita-se ser um aprendiz. Escreva para escritores, filósofos, ou vá assistir aulas abertas ao público de universidades conceituadas.

Ouça música clássica, vá assistir eventos de mímica, ópera e de culturas diferentes, procurando ver que a comunicação transcende as palavras. Interaja e faça parte de outros grupos. Há muito o que aprender.

8. Filmes e documentários

Ao invés de perder tempo com a programação normal da televisão, procure por documentários e filmes que possam agregar valor, trazer cultura e conhecimento. Selecione aqueles que sejam pertinentes ao seu ramo de atuação.

Ficar bem informado é uma forma de crescer na sua vida e carreira. A vantagem é que hoje, pela Internet, você pode encontrar filmes que não se encontram mais por aí, bem como documentários em outras línguas. Assim você aprimora ou estuda outros idiomas, que fazem com que sua cultura aumente.

Diferença de uma pessoa culta e uma pessoa chata

Há, entretanto, uma grande diferença entre ser culto e ser chato. O culto é bem visto no ambiente de trabalho e também entre amigos. Porém, o chato ninguém quer por perto. Cuidado para não cair nessas armadilhas!

• Intrometer-se sem ser chamado

O culto é educado, espera o momento apropriado e sempre se colabora com coisas pertinentes ao assunto e ao grupo. O chato acha que deve falar sempre e mostrar seus conhecimentos a toda hora, mas nem sempre consegue ser pertinente ou engraçado.

Apresenta fatos e dados históricos como uma bibliografia

O culto apresenta os detalhes e as fontes somente se perguntado ou se for necessário. O chato faz questão de mostrar sua memória para datas e para as referências bibliográficas, cita os livros e até parágrafos inteiros, o que, muitas vezes, não acrescentam nada ao momento e torna a conversa enfadonha.

Fala em idiomas que ninguém domina

A pessoa culta gosta de ensinar e por isso, preocupa-se com a forma com que os outros vão entender e assimilar, foca sua comunicação no ouvinte. O chato quer se mostrar e engrandecer seu próprio ego e por isso, fará questão de usar palavras difíceis e de preferência em outros idiomas (sem traduzi-las).

Critica condutas comparando-as com outras culturas

O culto se ressente por atitudes que não sejam apropriadas ao seu modo de ver o mundo e em geral só comenta se perguntado sobre a questão. O chato vive comparando seu próprio povo com outros que considera mais evoluídos e reclama de tudo e de todos, xinga e perde facilmente a paciência.

Não respeita a opinião de outras pessoas

A pessoa culta gosta de aprender com todos e possui humildade de reconhecer que há “saberes” diferentes ao invés de um único “saber” que seja melhor ou pior. Sabe respeitar a opinião alheia mesmo que diferente do seu modo de ver.

O chato não considera ninguém de igual para igual: ou ele está acima, se a pessoa não souber mais do que ele, ou está abaixo, quando encontra alguém que o supere e assim sente-se inferior e sai do recinto. O chato dificilmente assume que a opinião alheia possa ser boa ou melhor que a dele.

Na sua rotina de hoje, qual hábito te ajuda a ser uma pessoa mais culta? Comenta aqui!

FAQ: pessoa culta

5 3 votos
Article Rating
Se inscrever
Notify of
guest
2 Comentários
Mais votado
Mais novo Mais antigo
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Acabe com a PROCRASTINAÇÃO e comece a ter resultados em sua vida!

X