Pular para o conteúdo
Início » Como fazer resoluções de ano novo

Como fazer resoluções de ano novo

É muito comum que o final do ano provoque uma espécie de euforia nas pessoas que querem iniciar o novo ano com energias renovadas, a motivação em alta e uma lista de resoluções de ano novo para cumprir.

Ao definir metas para o ano novo, os temas recorrentes sempre incluem saúde e condicionamento físico, finanças aprimoradas e aprendizado de coisas novas para o desenvolvimento pessoal e profissional.

Algumas das 10 principais resoluções mais comuns são:

  • Praticar esporte ou atividade física
  • Perder peso
  • Aprender uma nova habilidade ou hobby
  • Passar mais tempo com a família e amigos
  • Economizar mais dinheiro / Investir
  • Adquirir mais conhecimento
  • Parar de fumar
  • Viajar mais
  • Aprender um novo idioma
  • Empreender

Apesar disso, a maior parte das pessoas não conseguem cumprir nenhuma dessas metas de ano novo.

Para não guardar suas resoluções para o novo ano no fundo de uma gaveta em poucos meses, quero ajudá-lo com algumas informações úteis, presentes nesse artigo.

Veja os tópicos que você irá encontrar:

Sumário

Como refletir o ano que passou?

como refletir o ano que passou

Comece refletindo o ano que passou. Essa é uma etapa importante para manter em mente os aprendizados que adquiriu e celebrar todas as conquistas do ano que passou.

Seja seu ano atual um excelente ano, um ano morno ou o pior da sua vida, ele é importante para fazer os próximos anos melhores.

Todo ano tem aprendizado. Sem exceção. Até não fazer nada é um aprendizado. Quando trabalho com equipes e empresas que gerenciamos a produtividade, gosto de fazer um “book log” que registra o positivo e o negativo. Isso serve para criar métricas, treinar as pessoas, reforçar a cultura e também evitar urgências futuras.

Aplicando o mesmo princípio para nossa vida particular, podemos escrever como foi nosso ano e aprender com isso. Porém não adianta escrever qualquer coisa. Por isso, adaptei 5 pontos que você deve refletir:

Maiores aprendizados

O que esse ano trouxe que fez você crescer como pessoa ou profissional? Que problemas você teve de enfrentar? Que coisas você não repetiria nunca mais na sua vida? E que coisas você repetiria sempre que possível?

Oportunidades perdidas

O que você deixou de escapar esse ano? O que fez você perder a oportunidade? O que faria você aproveitar a oportunidade em uma próxima vez? É possível reaver a oportunidade que foi perdida? Como?

Pessoas importantes

Quem foi importante para você nesse ano? Como você retribuiu essas pessoas importantes? Quem você precisa cortar da sua lista de relacionamento? Quem você disse mais “sim” querendo dizer um “não”?

Metas conquistadas

Que sonhos você realizou esse ano? Que sonhos você adiou? Planejou metas por escrito para esse ano? Quantas? Acompanhou durante o ano? O que faltou?

Conquistas pessoais

Sobrou tempo para você? Leu os livros que comprou? Cuidou da saúde? Fez algum esporte com regularidade? Descobriu ou praticou algum hobbie com frequência? Dormiu bem? Se alimentou bem? Cuidou do físico, da mente, do coração e do espírito?

Experimente responder essas perguntas, guarda em um arquivo, e-mail, no papel, não importa. É um processo muito poderoso. Coloca na agenda para reler algumas vezes no ano. Veja o impacto na mudança.

Fazendo suas resoluções de ano novo acontecerem

O professor da Universidade de Toronto, Gary Latham, estudou a psicologia do estabelecimento de metas. Dentro desta pesquisa ele conseguiu comprovar que existem várias razões que nos impedem de cumprir nossas promessas de ano novo.

Confira 4 dessas razões que explicam porque é tão difícil cumprir o que prometeu na virada do ano e não repita os erros que impediram você de conquistar suas metas:

Não faça metas muito abrangentes

Latham diz que nossas metas têm que ser mais específicas: “a chave para cumprir os objetivos é especificar.

Especificar te dá mais foco”. Experimente trocar “perder peso” por “perder x quilos” ou “passar mais tempo com a família” por “passar x horas com a família por semana”.

Quanto mais específica for a resolução, mais fácil será de cumprir.

Não estabeleça muitas metas

Pensar em uma lista enorme de resoluções não é uma boa ideia. Segundo Latham, as metas devem ser afuniladas – de três a sete resoluções é o ideal.

Se você pretende cumprir 40 resoluções, acabará não cumprindo nenhuma.

É difícil para a mente humana gerenciar muitos objetivos simultaneamente. O grande segredo está no foco.

Não defina metas surreais

Seja sincero! A meta estabelecida é possível? Um viciado em refrigerantes não conseguirá parar de beber de uma hora para outra. Latham recomenda eliminar tudo que atrapalhe sua resolução.

Por exemplo, é impossível manter uma dieta equilibrada tendo uma cozinha repleta de doces e outras besteiras. E quando estabelecer uma resolução não esqueça de conversar com amigos e familiares – eles te ajudarão a ficar firme.

Como fazer resoluções de ano novo?

como fazer as resoluções acontecerem

Algumas dicas para fazer as metas de ano novo:

1 – Não se subestime

Muitas pessoas já começam o ano descartando certas resoluções por achá-las “difíceis demais” para serem alcançadas.

Desistir antes de tentar por falta de motivação é a pior coisa que pode acontecer. Tente, e se falhar, tente de novo, sempre focando no resultado para não perder o gás que vai te ajudar a persistir.

2 – Aprenda com seus erros

Muitas vezes ficamos inseguros ao tentar fazer algo que não teve sucesso no passado.

Ao invés de deixar essa experiência ruim te desanimar, analise o que deu de errado e monte um plano “infalível” para evitar o mesmo destino. Errar é humano; persistir no erro é tolice. ⠀

3 – Mantenha os pés no chão

Mantenhaa os pés no chão, enquanto sua cabeça está nas nuvens. Sempre queremos mais do que podemos obter, afinal, sonhos são feitos por cobiças que não fazem parte da nossa realidade… ainda.

É aí que você deve ter cuidado: resoluções que fogem do padrão em que vivemos podem gerar conflitos com a rotina, que inclui vida social, vida profissional e vida familiar.

Talvez o sonho de abraçar certa carreira não “se misture” com o seu lado familiar, ou talvez um desejo individual não combine com as suas responsabilidades profissionais.

4 – Seja específico

De que adianta escrever “praticar mais exercícios” na sua lista de resoluções se não tem um motivo e uma descrição? Como você saberá que sua meta foi alcançada se ela for tão vaga?

5 – Motive-se com seus motivos

Fazer algo apenas por fazer é de desanimar qualquer um. A partir do momento que você sabe que a resolução X precisa ser realizada por motivos de saúde, felicidade ou tranquilidade, visualizar a meta como algo benigno vira uma tarefa automática.

Trabalhar duro sabendo que os fins vão trazer apenas benefícios é a chave de toda e qualquer resolução de sucesso.

6 – Fuja das metas “sem sal”

Enquanto o item 3 fala para você manter-se firme na sua realidade, aqui vemos o lado oposto.

Metas que não adicionam muita melhora na sua vida são, literalmente, um peso morto. Meça os meios através dos fins: será que vale a pena gastar tempo e esforço em algo que não vai trazer desenvolvimento significante?

Será que “descansar mais nos fins de semana”, apesar de tentador, é o suficiente? Por que não elaborar mais? “Ir para a praia aos domingos”, “viajar quinzenalmente”, “levar as crianças para sair”, etc.

7 – Assuma prazos

Trabalhar com datas para suas realizações vai te ajudar a organizar tudo aquilo que pretende fazer – e até quando pretende fazer. Promessas “soltas” são mais fáceis de serem dispensadas por não oferecerem um deadline.

8 – Saia da zona de conforto

Mais uma vez, você deve considerar que fazer uma resolução significa se emprenhar em fazer algo que, até então, você ainda não fez.

Sua zona de conforto é o seu refúgio, sua “caverna”. Você precisa sair dela para poder abraçar novos resultados e crescimento pessoal.

Muitas vezes, isso envolve correr riscos outrora evitados – portanto, analise o cenário com cuidado para enfim se comprometer a fazer algo novo para obter conquistas inéditas.

9 – Não dependa do sucesso de suas resoluções

Um erro bastante comum é apostar todas as fichas em objetivos ainda não alcançados.

Algumas pessoas assumem um status de infelicidade quando não conseguem alcançar o que foi idealizado, ou quando o parceiro sai da jogada. Não é o fim do mundo!

10 – Não seja pessimista

Ao primeiro sinal de fracasso você já pensa em jogar a toalha? Para Latham, acreditar que a meta é possível ajuda a realizá-la. Então, nada de pessimismo. E se você quer cumprir suas resoluções de ano novo, se apoie em pessoas que te mantenham sua animação e motivação sempre em alta.

Dicas para fazer as metas de ano novo

Ao escrever suas metas para o novo ano, siga essas dicas:

  • Escolha um lugar tranquilo, sem interrupções para se dedicar completamente a essa tarefa por pelo menos 45 minutos.
  • Escreva apenas o nome dos seus objetivos em uma folha, depois que todos estiverem escritos, elimine os desnecessários, irreais, circunstanciais e etc.
  • Foque em no máximo 3 grandes objetivos para o novo ano, com esses objetivos escolhidos escreva-os da forma mais completa possível, seja específico, detalhe com imagens, diga o valor do objetivo a ser alcançado e deixe por escrito o verdadeiro motivo para você realizá-lo.
  • Crie para cada objetivo as 5 próximas tarefas para serem executadas por esse objetivo. Coloque na sua agenda.

Aproveite para assistir esse vídeo que produzi em meu canal do Youtube:

https://youtu.be/wEOQ8eIGX7Y

Até a próxima!

FAQ

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notify of
guest
19 Comentários
Mais votado
Mais novo Mais antigo
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Acabe com a PROCRASTINAÇÃO e comece a ter resultados em sua vida!

X