Pular para o conteúdo
Início » STARTUP – Por quê elas deram certo?

STARTUP – Por quê elas deram certo?

Ganhei da minha nova Editora (Agir – Ediouro) o livro STARTUP da Jéssica Livingston que é um conjunto de entrevistas sobre algumas empresas que começaram como Start Ups e acabaram se transformando em grandes sucessos empresariais. As entrevistas foram feitas com empreendedores como:

  • Steve Wozniak, Apple
  • Mike Lazaridis, BlackBerry
  • Sabeer Bhatia, Hotmail
  • Evan Williams, Blogger.com
  • Tim Brady, Yahoo!
  • Paul Buchheit, Gmail
  • Caterina Fake, Flickr
  • Charles Geschke, Adobe
  • Blake Ross, Firefox
  • Max Levchin, PayPal
  • Mitchell Kapor, Lotus

As histórias são bem legais, tem coisas interessantes, como por exemplo a origem do botão “OK” do Windows, que era na versão original era “Do It”, mas devido a péssima qualidade gráfica parecia “Dolt (bobo)” e não deu muito certo. Conta também as experiências de alguns empreendedores com seus sócios ou com investidores.

Pelo meu ponto de vista existem alguns fatores que fizeram esses caras darem muito certo, óbvio que não são regras de sucesso (existem muitas exceções em cada uma delas), mas são estratégias que eles usaram como forma de alavancar suas empresas.

1 – Lugar Certo – Nessa minha ida para NY, conversei com muitos investidores, caras que tem grandes e conhecidos sites na mão. Vários foram categóricos em afirmar: “você conhece algum grande site da Internet que não tenha saído ou comprado por alguém aqui dos EUA??”

Na hora você fica meio revoltado, mas é a pura e absoluta verdade! Estou fazendo projetos para web desde 1995, lancei um dos primeiros CMS no mundo, fui investidor ou tive acesso a projetos web fantásticos de grandes visionários. Fui dono de produtora web, agência web, vi empresas quebrarem no estouro da bolha (junto com a minha), ganhei dinheiro de verdade com web, junto com mais um monte de gente aqui no Brasil.

Tudo muito legal, mas você é capaz de me dizer algum projeto 100% Brasileiro que tenha acontecido no mundo? Como um Google, Youtube, LinkedIn, Facebook, Ebay, Twitter, etc??? Por que isso não aconteceu?

Eu acho que somos tão empreendedores ou até mais que os americanos, temos uma capacidade técnica igual ou superior, somos criativos, temos jogo de cintura e mais um monte de coisas que eles não tem. Fizemos grandes sites no Brasil, mas raramente eles cresceram além das nossas fronteiras.

Esses empreendedores do livro STARTUP estavam no lugar certo (EUA)! Lugar que pessoas de Venture Capital acreditaram em seus negócios, lugar que os usuários tem cultura de Internet na cabeça, lugar que concentra o maior volume de visionários pensando em mudar o mundo através da Internet. Lugar do Vale do Silício, da Apple, da Microsoft, do Google. Lugar de “seres” que se auto-protegem por se acharem os melhores do mundo.

Em uma reunião que tive, ouvi de um dos maiores investidores americanos de Internet: “seu projeto é fantástico. Raramente vi algo tão bom sendo feito de forma tão profissional. Sua meta é irrisória pelo mercado que temos aqui. Mas, se descobrirem que não é americano, ele não vai sair do lugar.”

Infelizmente, ele tem razão. Não adianta acrescentar uma bandeirinha no site e dizer que você também “fala inglês”, é preciso mais do que isso. É preciso estar lá, criar um networking por lá, conhecer os caras grandes de lá, estar perto de quem pode ser seu próximo comprador ou seu maior concorrente. É preciso ser um Brasileiro que nunca desiste na terra do Tio Sam.

Está fazendo algo grande que pode revolucionar o mundo? Pense que ele tem de sair primeiro dos EUA, depois ele ganha o mundo.

2 –Venture Capital – Todos da lista tiveram algum tipo de investimento de alguma forma para fazer a empresa crescer. Todos eles contam suas histórias com investidores. O Evan, do Blogger, contou que depois que recebeu o aporte, estimou mal e não tinha dinheiro para manter os servidores da empresa. Se não fosse um segundo round, teria quebrado sem ganhar nada.

Eu sempre tive uma certa rejeição a fundos de VC, angels, etc. Sempre achei que alguém no seu cangote, que não está nem ai para seu projeto e só quer receber o dele de volta é loucura e muita pressão para o empreendedor. Mas raramente um projeto grande, consegue se manter grande sem investimento de alguma origem.

O Brasil está engatinhando no mercado de VC, as empresas que existem investem em empresas de médio para grande porte. Poucas investem em “startups” no estágio inicial de desenvolvimento, como é comum nos EUA.

Sem dinheiro a empresa dificilmente deslancha, é melhor ter 40% de uma coisa grande, do que ter 100% de uma coisa pequena. Pense nisso!

3 –Paixão Por Resolver ProblemasA origem das empresas do livro, foram basicamente de empreendedores que estavam atrás de resolver algum tipo de problema, para ele próprio ou alguma comunidade específica. O Blackberry nasceu depois de uma noite mal dormida, com seu filho, aonde ele pensou “eu precisava ter algo pra ver meu e-mail enquanto seguro meu filho no colo”.

4 – Persistência – Um fator comum a todos os caras que deram certo: persistência. Muitos ouviram “não” de investidores, colegas e família, mas mantendo seu ponto de vista cresceram. Quem desiste fácil não tem sangue para ser empreendedor, nem perca seu tempo.

5 – Preparo – Eles tinham preparo seja técnico ou gerencial para fazer a empresa decolar. E preparo significa entender que ele não é cara certo para gerenciar a empresa, sair de lado e deixar um CEO assumir.

Vejo bons projetos, de técnicos-empreendedores, que são excelentes em tecnologia, mas péssimos em gestão, marketing, vendas, relacionamento, etc. Um cara desses comandando uma empresa é insucesso na certa. Ele não tem o preparo para ouvir críticas, para ser questionado, para alterar o produto de acordo com o mercado, para contratar pessoas melhores que ele.

Veja alguns outros posts sobre esse assunto:

Empreendedores workaholics

Falta tempo para os Empreendedores

Empreendedor ou Escravo?

Dia do Empresário X Vida

Já está mais do que na hora de colocarmos o Brasil no mapa das grandes inovações e sucessos empresariais da Internet. Temos gente competente para isso e bons projetos acontecendo. Agora é Acontecer!

E você, qual sua opinião para fazer o Brasil acontecer de verdade na Internet mundial?

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notify of
guest
6 Comentários
Mais votado
Mais novo Mais antigo
Comentários em linha
Ver todos os comentários

Acabe com a PROCRASTINAÇÃO e comece a ter resultados em sua vida!

X