Ter clareza é saber jogar batalha naval

Uma das cosias que mais tira a possibilidade da pessoa não ter tempo no dia, é sua incapacidade de saber o que será feito pelos próximos 3 dias ao menos. A falta de previsibilidade te coloca em modo reativo, tudo que chega é uma surpresa, que se acumula com a atividade presente gerando mais estresse e correria.

Clareza é tudo na vida. Clareza de objetivos, clareza do que fazer, do que não fazer. Se não temos clareza, tudo fica confuso, imprevisto, corrido e urgente. Algo como o ataque a Pearl Harbor, feito pelos japoneses em 1941, totalmente inesperado.

batalhanaval

Um erro grande que mascara a clareza é achar que sabe o que tem para fazer em grandes blocos. Algo como pensar: hoje eu tenho que atender os clientes e fazer propostas. Isso não é clareza, isso é tempo obscuro, coisas que eu sei o que são, mas não estou certo de quanto são. É como ter um ataque de uma esquadra inteira de navios e achar que seria apenas um barquinho. Não é simples entender esse princípio. Leva tempo para modelar sua cabeça a funcionar de um jeito diferente.

Para não entrarmos em muitos detalhes, por hora, pense em tudo que tem a fazer hoje e até o final da semana. Deixe essa “folha” visível na sua mesa, tudo que chegar de novo coloque lá. Experimente brincar de “batalha naval”, realocando as atividades (seus navios) de posição quando um “ataque inimigo” (urgência) se aproximar. Já pensou jogar batalha naval sem o tabuleiro de controle? Loucura! Porém, é nessa loucura que muita gente vive hoje, o resultado é que mais cedo ou mais tarde, seus navios vão afundar.

Este post tem 3 comentários

  1. GR

    Bom dia!
    Sou funcionário de uma empresa de desenvolvimento do software familiar bem desorganizada, eu trabalho em casa e tenho a liberdade de fazer o que achar mais prioritário, salvo quando a situação está caótica e daí eles me passam algumas urgências. Já li os seus livros “A Tríade do tempo” e “Equilíbrio e resultado”, comecei usar o Neotriad, depois parei, comecei novamente e parei. A meu ver o problema é que minha noção de prioridade não é mesma que a de meus chefes. Teve um colega meu que brigou bastante para que a empresa se organizasse mas não adiantou o resultado foi que ele pediu demissão. Já pensei várias vezes em fazer isso mas ainda não tive coragem pois o salário é bem maior do que as oportunidades que me surgiram. O que me sugeres?

Deixe um comentário